DETOX

Publicado Em: 04 janeiro 2017

DETOX

Detox, vem da palavra detoxification (do inglês), que traduzindo fica: destoxificação. Destoxificar é transformar tóxicos em não tóxicos, principalmente no fígado, seguido de eliminação.

O fígado é responsável por eliminar aproximadamente 60% até 80% das toxinas do nosso corpo, seguido pelos intestinos (próximo a 20%) e depois  vem  os rins, pulmões, pele, mucosas, linfático.

Nosso organismo tem mais condição de lidar com uma contaminação bacteriana do que uma contaminação química. Nosso genoma humano ainda é o mesmo do nossos antepassados que viviam nas cavernas, ou seja, aproximadamente cem mil anos, e neste período aprendeu a lidar muito bem com bactérias e parasitas em geral, um aprendizado tão bom que muitas bactérias se tornaram simbióticas, ou seja, passaram a trabalhar em nosso  favor.

Nossa alimentação, no entanto mudou radicalmente principalmente no último século, e depois da segunda grande guerra mais de 80 mil produtos químicos foram colocado no mundo, e estão ai contaminando a terra, a água e o ar, e muitos estão nos alimentos que comemos. O nosso organismo não sabe o que fazer com eles, pois para a nossa biologia e bioquímica eles são totalmente desconhecidos.

Bem, nosso organismo tenta fazer o que pode para expulsá-los, mas cada vez encontra mais e mais lixo para lidar.

Vamos imaginar o rio Tietê em sua nascente, jorra água pura e límpida, vai passando por vilarejos e recebendo os dejetos humanos, vai seguindo por cidades e mais dejetos e lixo, até que chega em São Paulo onde recebe uma carga imensa , praticamente impossível de quantificar, de esgoto e lixo dos mais diversos tipos. Quem já passou  pela marginal Tietê sentiu o desagradável cheiro do pobre e morto rio Tietê.

.topsul-noticias-crissiumal-rs rio-cai

Depois ele segue adiante e vai se recuperando lentamente, não chega a ficar totalmente limpo, mas já se recupera um pouco, pelo simples fato de diminuir a poluição, passar por áreas de natureza e seguir seu fluxo onde reoxigena sua água e com a ajuda de bactérias  e outros seres vivos vai lentamente se limpando. É a natureza trabalhando em prol da vida. E se tivesse boa vontade dos governantes, tudo seria mais rápido e o rio Tietê poderia ficar limpo mesmo no meio de São Paulo, pois já temos tecnologias no mundo para despoluir rios, vide o exemplo do rio Tamisa…

Bem, é mais ou menos assim que acontece com nosso organismo, se a gente se intoxica um pouco ele dá um jeito de eliminar, mas se a gente continua a05677383300 intoxicar mais e mais, ele começa a ficar com dificuldade. Ainda assim continua em sua tentativa, tenta diluir e faz os edemas (inchaços), os mucos… e surgem as alergias: catarro no nariz, no pulmão, pápulas e coceira na pele, sempre uma tentativa de eliminar o lixo, mas  entramos com os antialérgicos e nós estragamos a luta do organismo de limpar. Sem resolver o problema, voltam os mucos e  seguem-se os vírus e/ou bactérias, e surgem as infecções, que também são tentativas de limpeza. O organismo sabe lidar com elas, produz a febre , produz o pus, o catarro, tudo numa ação brilhante para tentar pôr o lixo para fora, mas a gente continua a atrapalhar e consome os antibióticos , que matam as bactérias que estão causando a infecção e muitas outras que estão no intestino e são amigas e nos ajudam. Conclusão: piora mais ainda a situação. O sistema imunológico fica fragilizado e o organismo fica mais vulnerável a infecções de bactérias e fungos oportunistas, que só estão esperando por esta fragilidade. O sistema imunológico cada vez mais frágil, mais e mais infecções acontecem…

E o organismo segue sempre na sua tentativa de limpar… mas a doença vai aprofundando porque o organismo vai perdendo a força. Mas ele é corajoso, quer viver a todo custo e segue lutando, ai aparecem as doenças crônicas, as doenças autoimunes, enfim: a hipertensão, a artrite, a artrose, a fibrose, e por ai vai…

E dá-lhe mais remédio, ninguém entende os incansáveis avisos e o desesperado pedido de ajuda do organismo: “cuide melhor de mim por favor”. E ele segue lutando, até que no meio a tanto lixo só resta uma saída para obreviver: mutação

E ai surgem as células cancerosas que o sistema imunológico tenta  destruir, mas como está fragilizado e o lixo é grande demais, as células cancerosas  dominam e começam a crescer e a dão origem ao câncer.  O câncer é apenas uma tentativa desesperada do organismo de tentar viver. Toda doença é uma tentativa de reequilíbrio, de limpeza, de sobrevivência.

Hahnemann o pai homeopatia já falava isto há mais de duzentos anos atrás e falava também da importância de cuidar da alimentação e hábitos saudáveis.

Dr. Max Gerson (1881/1959) curou inúmeras pessoas de câncer e doenças graves ditas como incuráveis apenas com limpeza e alimentação saudável, assim como a Drª Hulda Clark (1928/2009).

Então, que fique claro: toxinas produzem doenças, agudas e crônicas.

Mas assim como o rio que ao seguir seu curso e reencontrar a natureza, vai se limpando lentamente, nosso organismo também pode fazer isto.

Se a gente retornar à natureza, voltar à hábitos saudáveis, deixar de ingerir tantos tóxicos, o organismo tem condições de se auto curar. E hoje também temos técnicas e tecnologias para despoluir pessoas: limpeza de fígado e vesícula, limpeza de intestinos, limpeza de rins, de linfáticos, pulmões, eliminação de parasitas e metais tóxicos, etc.

 

E tudo de uma forma natural, seja com remédios homeopáticos, fitoterápicos, banhos, massagens, alimentação adequada e saudável  ou mesmo modernos aparelhos, enfim temos inúmeras formas de ajudar nosso organismo a se limpar e a se nutrir.

Devemos começar por ouvi-lo, em suas manifestações de sintomas e  estimular seu poder de  auto cura e ajudá-lo nas limpezas  de  toxinas e também diminuí-las, sejam elas ingeridas, inaladas ou absorvidas pela pele e mucosas, ou mesmo as produzidas pelos nossos pensamentos e sentimentos, pois pensamentos e sentimentos também podem produzir toxinas  e nos adoecer.

Detox, (destoxificação) é portanto muito mais do que tomar suco detox que as indústrias de alimento já estão produzindo (cheios de conservantes e aromatizantes) por que está virando moda, e a indústria não perde a oportunidade de ganhar.

Destoxificação, no seu sentido amplo, é necessário nos dias atuais e vital para quem quer manter a saúde, para quem quer acabar com doenças, dores e sofrimentos, enfim para quem quer se curar de verdade.

A cura é possível, mas tem que querer, tem que transformar, tem que limpar, tem que destoxificar e nutrir no mais amplo sentido das palavras.