Diabetes

Publicado Em: 26 setembro 2019

Diabetes

O diabetes é considerado uma pandemia desde 1940, isto é, uma epidemia amplamente disseminada que afeta o mundo inteiro. Estima-se que mais de 250 milhões de pessoas têm diabetes e, que nos próximos 20 anos, este número deva chegar a 380 milhões.

No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, cerca de 10 milhões de pessoas são portadoras da doença e 500 novos casos são diagnosticados a cada dia.

Embora exista uma predisposição genética para desenvolver o diabetes, as verdadeiras causas estão no estilo de vida estressante e na alimentação totalmente equivocada dos dias atuais, rica em carboidratos refinados (principalmente  açúcar e  farinha branca) e  pobre em fibras e gorduras boas.

Do ponto de vista epidemiológico, o diabetes está associado ao estilo de vida ocidental e não é comum nas culturas em que se preserva a alimentação tradicional e nativa. Porém, quando estas culturas trocam sua alimentação tradicional pelos alimentos industrializados, as taxas de glicose aumentam consideravelmente e desenvolvem diabetes em um alto percentual.

Diabetes, portanto, é uma doença decorrente do nosso estilo de vida.

O diabetes vem crescendo no mundo na mesma proporção que aumenta o consumo de açúcar e carboidrato, o Brasil é o maior consumidor de açúcar do mundo percapta, e portanto com certeza será o número um em número de portadores de diabetes, por enquanto ele ocupa o terceiro lugar, os EUA e México ficam disputando entre si os primeiros lugares. 

O diabetes anda de mãos dadas com a OBESIDADE, e hoje já se fala em DIABESIDADE, pois as 2 doenças estão intimamente ligadas, são como “irmãs”. Em geral a obesidade vem primeiro e depois a diabetes, mas muitas vezes começam juntas.

Não temos genética para consumir o que consumimos hoje de açúcar e carboidrato, nossa genética é a mesma dos nossos antepassados que viviam nas cavernas (Período Paleolítico). Eles eram caçadores coletores, portanto comiam vegetais, frutas/castanhas ovos e carne.

Já é comprovado pela ciência que todo animal em cativeiro que altera a alimentação que dispunha na natureza, adoece, não é diferente com a raça humana, e basta olhar em torno para ver a realidade disto.

Os povos que ficam distante da civilização e que comem como seus ancestrais, são povos saudáveis. Mas quando vem para a civilização e alteram seus hábitos alimentares, adoecem.  

Portanto para termos saúde precisamos comer o mais parecido com o que comiam nossos ancestrais.