Intolerância Alimentar

Publicado Em: 19 janeiro 2017

Intolerância Alimentar

Hoje em dia todo mundo sabe que o sistema imunológico é muito importante, e se ele está bem, nossa saúde está bem, e quando ele está enfraquecido ficamos doente. Mas pouca gente sabe que o sistema imunológico do intestino é o maior e o mais importante de todo o organismo. Mais de 80% das reações imunológicas tem sua origem no intestino. vilosidadesintestinais

Costumamos pensar no intestino como “dentro de nós”, mas na verdade ele é “fora”.

O intestino é  a grande barreira seletiva do que deixamos ou não entrar no nosso organismo, quando esta barreira está perfeita, ela nos defende  contra bactérias, vírus, parasitas e outros agentes que causam doenças.

Porém, a parede intestinal pode ser danificada por várias causas:  medicamentos, infecções, microrganismos, estresses, toxinas ambientais e até mesmo alimentos que possamos ser sensíveis.

capas del intestino(2)A parede intestinal danificada passa permitir a entrada de coisas que não deveriam entrar e também pode deixar de absorver nutrientes que deveriam ser absorvidos.  Podem deixar passar nutrientes ou proteínas não totalmente fragmentadas que acabam sendo reconhecidos pelo sistema imunológico como elementos estranhos e o organismo produz anticorpos contra eles, gerando reações imunológicas repetitivas que estimulam processos inflamatórios crônicos.

A repetição deste processo no dia a dia vai levando a cada vez mais inflamação, gerando uma hipersensibilidade alimentar ou alergias tardias.

As manifestações de hipersensibilidade alimentar ou intolerância alimentar são geralmente tardias e mediadas por IgG e pode se iniciar muito depois do primeiro contato com o alimento.

Diferentemente das alergias clássicas, mediadas por IgE que causam reações imediatas, com sinais e sintomas bastante conhecidos e relativamente de fácil identificação, tais como reações cutâneas e inchaços, as “alergias” mediadas por IgG são caracterizadas por processos inflamatórios e se manifestam com certos   sinais e sintomas decorrentes da deposição de complexos imunológicos em vários tecidos ou órgãos. Exemplo de sintomas: tosse, produção de coriza e  muco, falta de ar, coceiras em geral, lacrimejamento, edemas, diarreia ou prisão de ventre, náuseas, vômitos,gases, dor de cabeça, entre outros.
ALERGIA-E-INTOLERANCIA

As alergias tardias são de difícil detecção, os testes cutâneos são negativos, os testes de IgE também , uma vez que são mediados por IgG . Muitos alimentos estão envolvidos e são dose dependente, ou seja, quanto mais você ingere o alimento a que tem intolerância, mais  grave vai ficando as manifestações alérgicas.

alimentos-alergia-camarao-0716-630x350

As intolerâncias alimentares afetam todos os tecidos e podem levar a doenças crônicas e/ou auto imunes, que em geral ninguém relaciona com alimentos ingeridos.

É estimado que 50 % da população tenha intolerância alimentar. A remissão é possível quando detectadas as intolerâncias e os alimentos evitados.

A tecnologia Microarray, inicialmente criada para estudos de DNA e expressão gênica, foi estendida para testes de detecção e quantificação de anticorpos IgG para 221 alimentos específicos responsáveis por processos de hipersensibilidade e intolerância alimentar.

No Brasil existem apenas 3 (três) equipamentos para realização desse exame, e em Minas Gerais somente 1(um), que se encontra em Juiz de Fora no Lemos Laboratórios.

“O que é alimento para alguns poderá ser veneno para outros”  – Lucretius;