Jejum

Publicado Em: 27 dezembro 2016

Jejum

jejum

Jejum é um tema polêmico na sociedade atual, onde se preconiza comer a cada 3 horas. Mas eu nunca segui esta regra, e nunca me preocupei pelo fato de ficar horas sem comer, seja comigo mesma, minhas filhas ou meus pacientes. crianaquenocomeE muitas vezes orientei mães a deixarem seus filhos sem comer para corrigir erros alimentares, por exemplo crianças que só querem comer guloseimas ou leite com achocolatado ao invés de verduras, legumes, carnes, arroz e feijão.

 

05677383300Além disso sempre me chamou a atenção o fato de crianças pararem de comer quando doentes, e sempre tranquilizei as mães aflitas com isto, orientando que não forçassem a ingesta de alimentos, que isto era um processo natural, porque de alguma forma achava que as crianças estavam certas, e na prática via que isso era realmente adequado, e que depois de superada a doença elas recuperavam rapidamente o apetite e o peso perdido. Estudando mais a fundo o jejum, comecei a entender o que até então eu intuía, pois nós médicos nunca aprendemos nada sobre isto na faculdade de medicina.

O jejum faz uma pausa no sistema digestório, e ao economizarmos energia com a digestão, temos energia para ser direcionada ao nosso sistema imunológico, e podemos combater a doença, podemos restaurar e reparar o nosso corpo.

 

A autólise é um processo natural do corpo, estimulada e reforçada no jejum, auto= próprio, por si mesmo, lise= destruição. Temos a capacidade de destruir células, tecidos e proteínas que não precisamos mais, para reciclá-las e aproveitá-las para construir uma nova estrutura, e este processo natural é reforçado e estimulado no jejum.

jejum-2

 

O jejum também é fundamental na eliminação de toxinas sejam elas exógenas (produzidas fora do corpo e ingeridas) ou endógenas (produzidas pelo próprio corpo, restos metabólicos que deveriam ter sido eliminados, mas não foram).       A maioria das doenças estão relacionadas com toxinas acumuladas, portanto é fácil entender que o jejum é curativo.

O jejum é capaz de corrigir erros metabólicos, consertar nossa parede intestinal, melhorando a permeabilidade da mesma e também é capaz de alterar nossa microbiota intestinal ou até mesmo fazer algumas bactérias trabalhar em nosso favor e não contra, e com isto alterar o nosso paladar e nossos desejos alimentares, que muitas vezes não é verdadeiramente nosso, mas de nossas bactérias.

 

581-110O jejum é capaz de nos rejuvenescer e produzir mais massa muscular, através de  um mecanismo fisiológico chamado “Alvo da Rapamicina em Mamíferos” (m-TOR), que intensifica a síntese de proteína nos músculos. A m-TOR é suprimida no jejum, em compensação mais forte é a sua ação quando ele volta a ser liberado, então durante o jejum acontece a autólise de proteínas velhas e aumenta sua atividade de construção muscular no pós jejum .

Você pode se beneficiar com pequenos jejuns, chamados de jejuns intermitentes, de 18 horas, ou com jejuns maiores de 24h, 48 h ou mais.

 

Alguns jejuns se ingeri apenas água em outros  se consome também sucos de folhas verdes, chás e água, o importante é não ter fibras, nem açúcar, nem jejum-suco-verdeproteínas, pois sem estas substâncias paralisamos o processo digestório do mesmo jeito, mesmo tendo vitaminas e sais minerais (micronutrientes) no suco ingerido. Algumas formas de gordura como o Triglicérides de Cadeia Média (TCM), encontrado no óleo de coco, preparados de forma especial, também não acionam o processo digestório, e podem facilitar o jejum.

 

Este tema é bem amplo, tem muita coisa a ser falada, mas não quero me alongar muito, prometo que voltarei ao tema em outros artigos complementares a este.

 

Temos um processo de Jejum de fim de semana, assistido por mim,  onde cada indivíduo vai vivenciar e determinar de forma assistida o seu próprio limite, seja ele de 18h, 24h, 36 h ou 48h, e ficar preparado para repetir a experiência em sua casa quando desejar, ou se preparar para jejuns maiores de 10 dias ou mais, dos quais também fazemos.

jejum-3