Metais tóxicos

Os metais tóxicos…
Você sabe que pode estar intoxicado por um ou mais deles? Sabe que eles causam um grande transtorno na nossa saúde?
Os metais podem se ligar a uma proteína ou enzima, ocupando o lugar de um mineral bom, e o nosso organismo tem muita dificuldade de eliminá-los. Esses metais tóxicos causam muitos sintomas e doenças.
Vou falar um pouco de cada um deles, onde são encontrados e os sintomas que causam. Você vai perceber que esses metais estão muito presentes na nossa sociedade. Eles podem estar aí mesmo na sua casa!

Quem está intoxicado por Chumbo pode apresentar um ou mais destes sintomas:

1) Crianças:
– deficiência intelectual;
– déficits de linguagem, função motora, equilíbrio e audição;
– letargia;
– anemia;
– hiperatividade;
– disfunção renal;
– irritabilidade;
– náuseas e vômitos;
– febre;
– dor e cólica abdominal;
– fadiga e falta de ar, etc.

2) Adultos:
– letargia;
– depressão;
– perda de memória de curto prazo;
– falta de concentração;
– dores de cabeça;
– irritabilidade;
– dor abdominal;
– perda da libido;
– infertilidade;
– disfunção erétil;
– aborto espontâneo;
– “linha de chumbo” na borda gengival dos dentes;
– palidez;
– disfunção cognitiva;
– anemia;
– prisão de ventre;
– náusea e vômitos;
– falta de apetite;
– anorexia;
– perda de sensibilidade (principalmente nos pés e nas pernas);
– alterações de personalidade;
– fraqueza;
– déficits no tempo de reação e audição;
– hipertensão arterial;
– insuficiência renal;
– insônia;
– fadiga;
– dor muscular e nas articulações, etc.

Quem está intoxicado por Mercúrio pode apresentar um ou mais destes sintomas:
– falta de ar;
– náusea e vômitos;
– febre/calafrios;
– tosse;
– diarreia;
– depressão;
– alergias respiratórias;
– baixa imunidade;
– tremores nos membros;
– paladar metálico;
– visão embaçada;
– irritabilidade;
– insônia;
– dores de cabeça;
– fraqueza;
– salivação excessiva;
– dor abdominal;
– fadiga;
– dificuldade de concentração;
– labilidade emocional;
– ataxia (equilíbrio ou coordenação motora prejudicados), rigidez muscular e espasticidade (aumento involuntário da contração muscular);
– déficit auditivo e visual;
– aumento da tireoide;
– taquicardia;
– parestesia (formigamento ou dormência temporária) ou hipoestesia (perda ou diminuição da sensibilidade de alguma região do corpo);
– gengivites;
– perda de memória, etc.


Quem está intoxicado por Alumínio pode apresentar um ou mais destes sintomas:
– dores musculares crônicas;
– perda de memória recente;
– anemia microcítica (diminuição do tamanho das hemácias) e hipocrômica (hemácias com menor concentração de hemoglobina);
– alergia;
– cardiomiopatias;
– inibição da glândula paratireoide;
– neurotoxicidade aguda: agitação, confusão mental, mioclonia (espasmos rápidos e repentinos/contrações em um músculo) e convulsão;
– osteomalácia;
– doença óssea adinâmica (diminuição da formação óssea, da matriz osteóide e do número de osteoblastos);
– encefalopatia dialítica: distúrbios da marcha e fala, apraxia motora, alucinações auditivas e visuais etc.

Quem está intoxicado por Arsênio pode apresentar um ou mais destes sintomas:

1) Sintomas da Intoxicação Aguda:
– alterações gastrointestinais: náuseas, desconforto, dores epigástricas, vômitos, diarreia e até hemorragias;
– febre;
– anorexia;
– irritação da mucosa do esôfago, estômago e intestino;
– dores musculares;
– fraqueza;
– hepatomegalia (aumento do tamanho do fígado);
– vermelhidão da pele;
– arritmia cardíaca;
– perda sensorial no sistema nervoso periférico (dormência, formigamento das extremidades e cãibras);
– anemia;
– leucopenia (redução do número de leucócitos no sangue);
– encefalopatia: dor de cabeça, letargia, confusão mental, alucinações e convulsões, etc.

2) Sintomas da Intoxicação Crônica:
– lesão vascular periférica;
– neurotoxicidade;
– polineuropatia (disfunção simultânea de vários nervos periféricos);
– lesões dérmicas (hiper ou hipopigmentação da pele);
– irritação (perfuração do septo nasal);
– câncer de pele, pulmão, próstata, rins, bexiga e fígado;
– traqueobronquite, etc.

Quem está intoxicado por Cádmio pode apresentar um ou mais destes sintomas:
– dor de cabeça;
– febre;
– irritação na garganta;
– náuseas fortes e vômitos;
– diarreia;
– tontura;
– salivação excessiva;
– anemia hemolítica autoimune;
– alterações renais: glicosúria, aminoacidúria, perda de fosfato, hipercalciúria, poliúria, formação de cálculos renais;
– alterações ósseas: múltiplas fraturas, compressões vertebrais, encurtamento da estatura, osteoporose;
– alterações pulmonares: edema pulmonar, aumento da incidência de câncer de pulmão, enfisema pulmonar, doença pulmonar obstrutiva;
– alterações neurológicas: danos neuronais, alteração na memória, redução da atividade motora, pode causar danos ao desenvolvimento neuropsicomotor (pois o Cádmio pode atravessar a barreira placentária e também é excretado no leite);
– formação de catarata nos olhos;
– diminuição da função reprodutiva;
– desenvolvimento de hipertensão;
– aumento do risco de desenvolvimento de diabetes;
– neoplasias malignas (câncer): pulmão, de mama, útero, próstata, renal, bexiga, pancreático, etc.

Estes são os principais metais tóxicos, e infelizmente eles estão presentes em nós , mais do que é aceitável para a NOSSA SAÚDE.

Mas felizmente tem como ajudar o nosso corpo a eliminá-los. Homeopatia, algumas Plantas Medicinais, carvão ativado, zeólita, são algumas opções entre outras.